Casas astrológicas do mapa astral

As casas astrológicas do mapa astral podem ser entendidas como divisões imaginárias do globo terrestre em doze partes, que nos permite interpretar os mapas cruzando as três áreas da astrologia: Planetas, os signos e as casas.

Cada casa representa uma área da nossa vida e associadas a acontecimentos e as suas consequências. Os doze signos do zodíaco têm um planeta regente e ambos residem em cada uma das casas do mapa astral.

Existem doze casas astrológicas e a fronteira de cada uma é delimitada pelas cúspides que são as linhas que demarcam o início e o fim de cada casa.

Algumas casas podem estar vazias o que pode significar que nada se passa na área correspondente ou já possui todas as valências nessa área. Por outro lado, as casas fortemente preenchidas podem significar que devemos dar mais atenção as áreas da vida representada por essa casa ou planeta.

Casas astrológicas do mapa astral

Teoricamente um mapa astral divide-se em doze secções com um angulo de 30 graus cada uma, no entanto, podem existir casas mais amplas, denominadas por "intercepção". Como cada casa e cada signo têm um oposto, cada intercepção terá pelo menos dois signos e duas casas afectadas. As pessoas intercepções geralmente têm signos duplicados, o que significa que possuem as características positivas desses mesmos signos.

Resumidamente as casas estão associadas representam as os acontecimentos e as suas consequências que fazem parte das vida das pessoas.

Tipos de casas astrológicas:

Casas angulares ou cardinais

A casa 1 (Eu), representa a identidade pessoal, quem somos, e a sua personalidade. A forma como somos vistos aos olhos das outras pessoas, assim como a primeira impressão que causamos nos outros. Esta casa assume as mesmas características o signo ascendente.

A casa 4 (Segurança), representa a segurança, o Lar e a família assim como as nossas raízes, ou seja, a influência que os nossos pais tiveram na nossa educação.

A casa 7 (Matrimónio) representa o que somos, os relacionamentos amorosos, pessoais, profissionais assim como os a paz e a harmonia.

Na casa 10 (Como somos) verificamos a forma como encarámos os compromissos, a vida profissiona, autoridade e reputação, o estatuto social e a carreira.

Casas sucedentes

A casa 2 (valores) está associada ao património, aos bens materiais e das finanças pessoas. Representa a forma como acumulámos a riqueza, assim com a atitude e o valor que damos ao dinheiro.

A casa 5 (amor) é a casa do amor, representa a diversão e o sentido de humor. Também representa a criatividade, investimento pessoal e a família.

Na casa 8 (regeneração) apesar de ser a casa do poder, sexo, drogas e a morte, esta também é a casa da redenção, transformação e da mudança.

A casa 11 (Consciência social) representa a socialização e a nossa rede de amigos e a humanidade em geral, o sentimento de pertença em grupo, os ideais e as nossas aspirações.

Casas cadentes

Na casa 3 (Perceção) compreendemos a forma como aprendemos e percecionamos as coisas, assim como a comunicação e o relacionamento interpessoal.

A Casa 6 (Dever), representa a vida quotidiana e as rotinas diárias são representadas pela casa 6, assim como a forma como encaramos o trabalho e a vida profissional.

Na casa 9 (Aspiração) encontramos as características como a educação superior, o desenvolvimento e a sorte, também identificamos informação sobre a espiritualidade e a religião.

Na casa 12 (Subconsciente) , encontramos as ligações ao mundo espiritual, ao sobrenatural e as ligações ao universo. Também está associada a música, a dança, meditação, ioga.