Planetas Astrológicos (astrologia)

Os planetas astrológicos são dos aspetos mais importantes do mapa astral. Na perspetiva do planeta Terra, no dia do seu nascimento, através da posição em que os sete planetas se encontravam é possível criar o seu mapa astral com características únicas, uma vez que estas posições variam diariamente.

São sete os planetas visíveis a olho nu (Sol, Lua, Mercúrio, Vénus, Marte, Júpiter e Saturno), apelidados de planetas pessoais e representam valores como o amor ou as vontades pessoais. Já Úrano e Neptuno (os planetas invisíveis) denominam-se de planetas exteriores ou transpessoais. Por fim Quíron e Plutão estão associados a aspetos energéticos como a evolução transformação e regeneração.

Sol na astrologia
O Pai
Lua na astrologia
As emoções
Mercúrio na astrologia
A mente
Vénus na astrologia
O Amor
Marte na astrologia
A atracção
Jupiter na astrologia
As aptidões
Saturno na astrologia
A estabilidade
Úrano na astrologia
A consciência
Neptuno na astrologia
A intuição
Plutão na astrologia
As motivações

Planetas em trânsito

Na astrologia moderna os planetas são vistos como modelos ou impulsos do comportamento humano. Os planetas em trânsito (aqueles que se movem pelo espaço) são fator de ignição dos acontecimentos. Por exemplo, Marte em trânsito torna-nos mais impulsivos e propensos ao conflito.

A órbita dos planetas não é uniforme, uma vez que variam entre 28 dias (no caso da Lua) e 248 anos (Plutão), fazendo com que estes atravessem os signos de forma disforme, ou seja, podem levar mais ou menos tempo a atravessar uns signos do que outros.

Órbita dos planetas astrológicos (astrologia)

Movimento dos planetas na astrologia

Posição Planeta Astrológico Órbita Classificação
Sol 1 ano Interior e pessoal
Lua 28 a 30 dias Interior e pessoal
Mercúrio 1 ano Interior e pessoal
Vénus 1 anos Interior e pessoal
5 ª Marte 2 anos Interior e pessoal
Júpiter 12 anos Interior e pessoal
Saturno 29 anos Interior e pessoal
Quíron 51 anos Exterior e transpessoal
Úrano 84 anos Exterior e transpessoal
10º Neptuno 164 anos Exterior e transpessoal
11º Plutão 248 anos Exterior e transpessoal
12º Os Nodos 18 anos Exterior e transpessoal

Movimento Retrógrado

Da perspetiva da Terra, por vezes os planetas parecem recuar no céu como se a órbita estivesse a inverter. Este fenómeno é denominado por movimento retrógrado. No mapa astral um planeta retrógrado é classificado com um R e tem como objetivo de orientar as energias para dentro.

Glifos Planetários

Na astrologia, os glifos são símbolos usados para representar os signos do zodíaco, planetas e os aspetos astrológicos para demonstrar as transições astrológicas.

Glifos planetários nas astrologia

Os glifos planetários representam as manifestações energéticas do universo. A maioria dos símbolos dos planetas são formados com a combinação dos glifos básicos.